Projetos - Projetos - Associação Dos Cegos Juiz De Fora

Projetos

Braille

O departamento de BRAILLE é responsável por ensinar o método de escrita utilizado pelos cegos. É uma importante ferramenta para a inclusão, visto que permite ao cego o acesso a livros didáticos e de literatura, ampliando o horizonte dessas pessoas.

 

Criado no século 19 pelo educador e também cego Louis Braille, o método consiste em leitura e escrita que utiliza o tato. O Código é constituído por pontos em relevo dispostos sistematicamente.

 

Cada símbolo é representado por uma combinação de pontos, através de uma matriz fixa de seis pontos, numa célula ou cela de 3 linhas e 2 colunas

 

A Associação dos Cegos em Juiz de Fora, possui as duas impressoras Braille, recebidas em doação, propiciam a adaptação de todo material necessário, o que possibilita melhor formação acadêmica e profissional dos assistidos. 

 

Assim, os deficientes visuais têm acesso a materiais didáticos que vão desde o Ensino Fundamental (Regular e EJA) até a graduação. Dessa forma, podem ter igualdade de condições, aumentando suas chances de obter sucesso ao concorrerem no mercado de trabalho. Ledores voluntários ajudam no acompanhamento dos estudos.

 

A Associação dos Cegos em Juiz de Fora, acompanhou até o momento 23 formandos em suas graduações: Direito, Fisioterapia, História, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social.

 

No setor de Impressão em Braille, além do apoio aos estudantes, são confeccionados Cardápios em Braille, possibilitando assim a geração de recursos para ajudar com as despesas do setor, uma vez que todos os deficientes visuais são atendidos gratuitamente.

 

Para solicitar um orçamento de Cardápio em Braille basta enviar o cardápio, digitalizado (doc ou pdf) ou scaneado (jpg), para o e-mail: acegosjf@acegosjf.com.br ou trazer o original na secretária da Associação do Cegos e procurar Alexandre ou Laiane.

 

Horário de funcionamento:

Segunda à sexta-feira de 07:00 às 13:00. – (32) 2101-2472.

O cardápio será transcrito para o Braille e encaminhado o orçamento.

 

A Associação arrecada apenas o custo do material, a fim de possibilitar maior acesso ao Braille proporcionando assim a inclusão das pessoas com deficiência visual na sociedade.